15 junho 2010

Requiem

Nota prévia: Favor clicar aqui e meter a musiquinha a tocar. Depois, voltar para continuar a ler o post. Já cá estão? Óptimo, vamos lá então.

Depois de muitos anos de anos de valoroso serviço à humanidade, desapareceu do nosso convívio o valoroso garrafão. Sobrevivente de tenebrosas afrontas, como a utilização de um congénere de plástico, sendo inclusivamente utilizado para transportar água, o garrafão não sobreviveu à sanha capitalista de quem quer arrumar caixas quadradinhas a menores custos. Deixa o mundo mais arrumado, sim, mas mais triste, sem um objecto que encerra em si um misticismo inigualável.

Foto do defunto

Para os portugueses, é uma perda complicada. Já ficámos sem a botija da Sagres, agora vemo-nos sem outro dos ícones das tabernas portuguesas. Mas sem a sua valorosa companhia do garrafão, perdem sentido outras fantásticas instituições portuguesas:
  • As excursões em autocarros podres, com destinos tão sofisticados como "as cerejeiras em flor" ou "a apanha da castanha", em que a bagageira dos autocarros leva quase tanto vinho como a pança do motorista.
  • As tascas que vendem copos de tinto, servidos directamente de garrafões em balcões cheios de sebo, e com um leve cheiro a mofo no ar?
  • Pior, os concertos de música popular alternativa. Não acreditam? Ora como é que o LN vai dar uma trombada com uma coisa destas? Pode muito bem ser o fim de uma era...



16 arrazoaram

14 junho 2010

Um e outro


Fonte: PHD Comics

1 arrazoaram

27 abril 2010

Importante e interessante tutorial



Chamamos a atenção para a terceira receita, que aproveitamos para transcrever:
Take her back to your hotel room
Break of the handle of a broom
Lay some plastic on the floor
Creep up behind the dirty whore

Hit her with the broom until she's dead
Then dump the body but keep the head
No one will ever know who took her
Now you know, how to kill a hooker

1 arrazoaram

18 março 2010

A História repete-se!

624 anos, 7 meses e 4 dias depois de uma vitória histórica em Aljubarrota, eis que alguns bravos guerreiros conseguiram derrotar o inimigo castelhano...

2 arrazoaram

01 março 2010

Dorinda

Há nomes que condicionam toda uma vida. Há, por exemplo, os clássicos Amílcar Alho e o seu irmão Óscar Alho, Eva Gina ou o mais recente Jacinto Leite Capelo Rego, que são garantia de uma infância de bullying. Jéssica Carla rima, obviamente, com varão de inox. Maximiliana é uma viúva gorda, que já fez uma prótese na anca e é campeã de doenças do centro de saúde da Marmeleira. Alguém chamado Desidério dificilmente pode ambicionar algo mais que ser coveiro. Não há dúvidas que Gertrudes é uma velha solteirona que vive com os gatos. Barnabé é um tasqueiro solteirão, com unhaca e visitante frequente da Evangelina, a meretriz rançosa da aldeia, que avia camionistas como o Juvenal e o Timóteo.

Mas depois, depois há a Dorinda, que diz coisas destas...



E assim se prova que alguém chamada Dorinda está fadada a ser uma beata imbecil, néscia, ignara e idiota. E sim, sabemos que estamos a dizer um pleonasmo.

Com um agradecimento à Sôdona Rain por ter mostrado o vídeo.

3 arrazoaram

13 fevereiro 2010

Outsourcing, Dilbert style

5 arrazoaram

26 novembro 2009

Ah, o romantismo!

E não é um romantismo qualquer. É romantismo adaptado a estas alturas de crise económica e desemprego! Portanto, temos que seguir os sábios princípios da poupança e... bem, vejam por vós mesmos, caros 1,7 leitores...
Today, I told my boyfriend that since I lost my job I can't afford a Christmas present for him, or anyone. He said trying anal would be fine. FML

6 arrazoaram

Para desanuviar...

... e fugir ao tema da gripe, a resposta a uma velha questão: "Who came first, the egg or the chicken?"



E esta foi uma recomendação de sôdona Rain - que aproveitamos para congratular por aquele feito que nós sabemos! ;)

2 arrazoaram

16 novembro 2009

Dilbert meets gripe A

Ou como este estaminé se está a tornar um belógue temático sobre o vírus H1N1.


2 arrazoaram

10 novembro 2009

Ainda a gripe A!

venho por este meio informar que o aluno XXXXXXXX, nº XXXX, do 1º ano de XXXXXXX, se encontre com atestado médido devido à gripe A. Por este motivo irá estar ausente, de quarentena, durante os próximos 7 dias.

Isto é mesmo a pedir que o segreguem, não é?

Parece que já estou a ouvir: "Olhó griposo!", "Afastem-se dele!" ou melhor... "É o XXXXXXXXX, abatam-no antes que infecte mais alguém!

4 arrazoaram

09 novembro 2009

Bem visto!

Ora que diagrama interessante, que roubámos daqui!


2 arrazoaram

28 outubro 2009

É isto que sinto em relação à Matemática...



Cortesia de failblog.org.

5 arrazoaram

29 setembro 2009

Errrrrr...

É uma boa causa... Cancro e tal...



... e nós achámos que era preciso isto. Abanar o belógue! E que abanão, senhores, que abanão!

7 arrazoaram

It could be me!


1 arrazoaram

14 setembro 2009

Ainda a propósito da gripe...

O que será que os senhores da DGS e restante equipa ansiosa por espalhar o pânico e vender solução desinfectante à base de álcool fariam a esta senhora? (é importante ver até ao fim!)

2 arrazoaram